MICROFISIOTERAPIA

É uma técnica de origem francesa, desenvolvida na década de 80, pelos fisioterapeutas Patrice Benini e Daniel Grosjean. O termo vem do grego “micro” que significa pequeno e “kinesi” que significa movimento. Em francês é chamada de MICROKINESITHERAPIE, ou seja, tratamento por pequenos movimentos.

A microfisioterapia é uma fisioterapia manual que consiste em identificar a causa primária de uma doença ou disfunção (nervosa, muscular ou orgânica) e assim estimular a auto-cura do organismo para que o corpo reconheça o agressor e inicie seu reequilíbrio através de reprogramação celular e tecidual.

Quando o organismo não é capaz de identificar, reconhecer e eliminar essas agressões, o corpo perde sua capacidade de auto-cura e as doenças e seus sintomas se manifestam. Baseia-se na embriologia, na filogênese e na descoberta de que os traumas físicos e psíquicos, sofridos pelo indivíduo ao longo da vida, ficam registrados nos tecidos do corpo. Através de micropalpações seletivas, o fisioterapeuta procura no corpo onde essas memórias se instalaram, mostra ao corpo sua origem, eliminando ou prevenindo doenças e promovendo a saúde corpo e mente.

AS BASES

- Auto-cura
- Cicatriz patológica
- Correção Homeopática
- Micropalpações

Auto Cura:

Todo o ser vivo é capaz de autopoiese, o que quer dizer fazer algo por ele mesmo e para ele mesmo, utilizando sua capacidade de reconhecer um agente agressor e se auto defender; o que é a base da cicatrização ou da imunologia. Quando o organismo fica incapacitado e a doença se aloja, cabe ao terapeuta mostrar ao corpo a origem da agressão e do trauma, dando a ele a capacidade de retomar os ritmos vitais perdidos e conseqüentemente se auto curar.

A Cicatriz Patológica:

Quando o corpo é agredido e não consegue eliminar o agente agressor, seja por deficiência do organismo, porque a agressão foi muito forte ou chegou de forma inesperada é formada uma cicatriz patológica. Esta cicatriz deforma a célula; diminuindo a vitalidade dos tecidos, ela é a porta de entrada da agressão. É nesta cicatriz que o fisioterapeuta vai trabalhar, aplicando os gestos de correção com micro movimentos.

A Correção Homeopática:

São pequenos estímulos são efetuados no local da agressão sofrida (cicatriz patológica), para que seja despertado no corpo o mecanismo de auto cura. A microfisioterapia segue os princípios da homeopatia, já que ambas seguem duas leis: A cura pelo infinitesimal (o medicamento diluído; a palpação mínima) e pela similitude (o semelhante cura o semelhante).

Micropalpações:

É o gesto manual utilizado pelo fisioterapeuta tanto para o achar a cicatriz patológica, bem como saber a que esta agressão está ligada e quais os sintomas que gera. Partindo do princípio que todo organismo possui dentro e também na superfície da pele, um ritmo vital, o terapeuta vai palpar diferentes zonas do corpo a fim de verificar se há perda ou se esses ritmos vitais estão normais.

A Sessão:

As sessões duram entre 30 e 60 minutos, sendo realizadas com intervalos de 30 a 45 dias dependendo da prescrição e do estado do paciente. Esse é o período necessário para que o corpo assimile e processe as informações recebidas. Resultados devem surgir a partir da primeira sessão.

Reações:

O corpo iniciará os processos de retomada do equilíbrio orgânico quando podem surgir reações físicas e/ou emocionais que devem desaparecer em poucos dias. A ingestão de água em abundância é recomendada para que a eliminação desses eventos seja facilitada.

INDICAÇÕES:

• Distúrbios do sono • Depressão • Enxaquecas • Alergias • Traumas físicos e emocionais • Dores físicas crônicas • Ansiedade • Fibromialgia • Distúrbios hormonais, gastrointestinais, respiratórios • Distúrbios de origem reumatológica • Fobias e medos • Hiperatividade e déficit de atenção • Pós cirúrgico ou tratamentos como a quimioterapia.

A Microfisioterapia é indicada para todas as pessoas, independente da idade ou patologia (doença). Ela atua também de forma preventiva. Esta técnica pode ser complementar a qualquer tratamento médico, psicológico ou de fisioterapia.